boneco

Espero que você goste desse artigo.

Se você quer recuperar dados, CLIQUE AQUI para realizar um orçamento.

O Que Você Realmente Sabe Sobre os Snapshots das Máquinas Virtuais?

Na área de recuperação de dados estamos acostumados a lidar com várias situações de perda de dados atrelados a esse tipo de tecnologia, não por erro da aplicação (o que não exclui essa possibilidade) mas por erro humano. O uso indevido ou por falta de experiência, pode tornar a tarefa de gerenciar os snapshots uma missão crítica e quase sempre o cenário de perdas de dados é quase certa.

O Que é Snapshot?

Um erro comum é o entendimento do que é o snapshot e boa parte dos casos que recebemos para recuperar os dados carregam em si esse erro. Qual erro? Achar que o snapshot é um backup… AFIRMAMOS COM TODAS AS LETRAS: NÃO É

O snapshot é uma espécie de congelamento da máquina virtual principal e criação de uma nova máquina atrelada a essa principal sem usá-la consequentemente. Os novos dados são gravados nessa espécie de backup não consumindo o espaço e a performance da máquina principal.

Imagine o seguinte cenário: Você tem uma aplicação rodando na máquina virtual principal e precisa de disponibilidade de funcionamento sem interrupções, porém o volume de dados não foi bem calculado inicialmente. Nesse caso, o snapshot é uma baita ferramenta para receber esses novos dados da máquina principal.

Existem algumas recomendações de boas práticas para o processo de consolidação desses novos dados:

  • E recomendado utilizar o snapshot por 72hs, após isso é necessário consolidar os dados na máquina virtual principal.
  • Não permita que o snapshot tenha um tamanho grande. Quanto maior, mais demorado o processo de consolidação dos dados. Temos percebido que o processo de consolidação em ambientes de alta disponibilidade dados se tornam difíceis de lidar.
  • Não tenha mais que 3 snapshots.

Quais São as Extensões dos Principais Snapshots?

Vmware: Delta

Microsoft: AVHD, AVHDX

Talvez Você Goste Também

Conti Ransomware: Recuperar Dados Encriptados

Após o êxito dos ataques feitos pelo ransomware Darkside ao oleoduto Colonial Pipe e do ransomware REvil Sodinokibi a Kaseya, ambos encerraram os seus trabalhos. Isso fez com que uma lacuna fosse aberta para que novas extensões de ransomware aparecessem em busca de um protagonismo nos ataques e no chamado Ransomware-as-a-Service (RaaS) que é a terceirização dos ataques.
Dessa lacuna alguns ransomware surgiram e entraram na “disputa” como o ransomware BlackMatter, rasomware Lockbit 2.0, entre outros.
Temos muito o que falar sobre esses novos ransomware que estão almejando carregar o legado de ataques bem sucedidos deixado pelo ransomware Darkside e REvil Sodinokibi.
Vamos ver mais de perto o ransomware BlackMatter.

Saiba Mais »

A Evolução do Ransomware – BlackMatter, Um Novo Protagonista

Após o êxito dos ataques feitos pelo ransomware Darkside ao oleoduto Colonial Pipe e do ransomware REvil Sodinokibi a Kaseya, ambos encerraram os seus trabalhos. Isso fez com que uma lacuna fosse aberta para que novas extensões de ransomware aparecessem em busca de um protagonismo nos ataques e no chamado Ransomware-as-a-Service (RaaS) que é a terceirização dos ataques.
Dessa lacuna alguns ransomware surgiram e entraram na “disputa” como o ransomware BlackMatter, rasomware Lockbit 2.0, entre outros.
Temos muito o que falar sobre esses novos ransomware que estão almejando carregar o legado de ataques bem sucedidos deixado pelo ransomware Darkside e REvil Sodinokibi.
Vamos ver mais de perto o ransomware BlackMatter.

Saiba Mais »

A Maneira Rápida de Restaurar Dados Encriptados Pelo Ransomware REvil Sodinokibi

Um dos maiores ataques hackers dos últimos anos afetou os sistemas de TI de várias empresas. Até 1.500 empresas em todo o mundo foram afetadas, explica o provedor de serviços de TI dos Estados Unidos, Kaseya, cujo software serviu como porta de entrada para o ransomware.
É muito provável que o número de casos não notificados seja muito maior, pois muitas empresas temem danos à sua imagem.
Uma vulnerabilidade no software Kaseya foi explorada pelo grupo REvil Sodinokibi.
A negociação com o grupo se estendeu por muitos dias, até que, enfim, a chave foi liberada pela Kaseya, não se sabe se o resgate foi pago ou se o grupo simplesmente cedeu a chave de descriptografia.
Durante todo o tempo da negociação o TI das empresas ficaram inativos, os projetos tiveram que esperar, a produção foi interrompida, as faturas não foram emitidas e a comunicação foi prejudicada, gerando assim, prejuízo para as empresas.

Saiba Mais »

Para garantir uma melhor experiência em nosso site, ao continuar navegando, você concorda com o uso de cookies de acordo com nossa política de privacidade.