Recuperar Raid – Faq

img-1

01. O que é RAID Array?

RAID – Redundant Arrays of Independent Disks ou Matriz Redundante de Discos Independentes, é uma tecnologia desenvolvida para aumentar a performance de acesso e confiabilidade dos dados em um servidor. Esta tecnologia foi desenvolvida por pesquisadores da universidade de Berkeley- Califónia-EUA em meados dos anos 80. Tal tecnologia se baseia na organização e sincronização de vários discos (HDs) para formar um ou mais discos lógicos. Com um sistema RAID torna-se possível conseguir consideráveis melhorias na velocidade de acesso aos dados. Existem vários tipos de RAID. Os mais utilizados são RAID 0, RAID 1 , RAID 5 e RAID 6.

02. É possível recuperar dados em Sistemas Raid?

Sim. A Digital Recovery é uma empresa especializada em recuperação de dados em todos os tipos de sistemas Raid e sistemas operacionais. Não importa o tamanho de sua empresa ou quanto complexa seja a estrutura de seus servidores. Nossos profissionais, com experiências internacionais, serão capazes de solucionar o seu problema. Para sua maior tranqüilidade e segurança veja a nossa lista de clientes, depoimentos de clientes e atestados de capacitação técnica fornecidos por órgãos federais que já foram atendidos com sucesso.

03. Em quais situações é possível recuperar dados em Raid?

Na grande maioria dos casos, é possível recuperar dados em sistemas RAID. São poucos os casos em que realmente não conseguimos sucesso nos procedimentos de recuperação de dados. As situações mais comuns de perda de dados em sistemas RAID Array são:

  • Perda dos dados do Array
  • Danos físicos ocorridos na controladora RAID
  • Alterações indevidas nas configurações da controladora RAID
  • Problemas apresentados em 01 ou mais discos ao mesmo tempo
  • Corrupção de dados em partições
  • Problemas na inicialização do sistema
  • Perda da ordem seqüencial dos discos
  • Problemas ocorridos nas tentativas de reparação ou Rebuild de um ou mais discos com problemas.

Em qualquer destes casos é possível recuperar os dados? Em praticamente todos estes casos é possível recuperar dados. Atualmente, o nosso índice de recuperação de dados em sistemas Raid Array é de aproximadamente 90% dos casos recebidos. Alguns poucos casos de sobreposição de informações e falhas muito extensas em discos SCSI limitam um pouco o nosso trabalho.

Mesmo em casos de tentativas frustradas realizadas por outras empresas especializadas em recuperação de dados, ainda pode ser possível recuperar os dados. Algumas empresas, quando em situação de recuperação negativa, fugindo a ética e o bom senso, afirmam ser completa perda de tempo reenviar os discos para outras empresas especializadas para nova tentativa de recuperação. Contrariando tais afirmações, atualmente cerca de 50% dos discos recebidos nesta situação são recuperados.

O fato de um disco ter sido aberto em local impróprio, estar sujo internamente e cheio de marcas de dedos (digitais), não quer dizer que o mesmo não possa ser recuperado. Embora seja um trabalho ainda mais difícil e que exigirá o máximo de nosso departamento de engenharia, acreditamos que em alguns casos a recuperação ainda será possível. Também somos uma empresa especializada para estes casos.

04. Como contratar o serviço de Recuperação de Dados?

É muito simples contratar o serviço de recuperação de dados. Para isso basta nos enviar os discos. Veja algumas recomendações abaixo para facilitar todo o processo.

  • Veja algumas instruções sobre como fazer a embalagem do(s) disco(s) em Enviando Sua Mídia.
  • Imprima o nosso endereço e cole na caixa para envio.
  • Preencha o Cadastro destacando os arquivos a serem recuperados.
  • Faça um laudo detalhando todas as características do RAID e do problema ocorrido. Veja o tópico de número 13 nesta página.
  • Despache pela transportadora de sua preferência (Correios, Velog, TAM).

Nota: Se você estiver em outro país ou o seu caso for de extrema urgência, antes de enviar os discos, por favor, veja o tópico Recuperação Remota de Dados, talvez seja possível resolver o problema remotamente.

05. Quanto tempo será necessário para recuperar os dados?

Nós compreendemos bem os transtornos e prejuízos que a interrupção de um servidor RAID pode causar ao seu negócio. Pensando nisso, nós criamos um departamento com funcionamento 24 horas por dia, totalmente voltado para atender clientes que tem extrema urgência na recuperação de dados em sistemas RAID. Assim que os discos de um servidor RAID entram em nosso departamento, iniciamos imediatamente o processo de avaliação. O processo de avaliação normalmente demora entre 4 e 12 horas. Assim que o mesmo for concluído o cliente será informado sobre possibilidade de recuperação dos dados e o valor do orçamento. O prazo médio para recuperação de dados em servidores RAID em nossa empresa é de 36 horas. Porém alguns casos já foram solucionados em menos de 12 horas. Veja o depoimento de alguns clientes que já utilizaram o nosso serviço de emergência. Dependendo da complexidade do problema e o tipo de solução a ser adotada, o tempo para recuperação de dados poderá se estender por alguns dias.

Para acionar o serviço 24 horas, basta dizer: Quero acionar o serviço 24 horas até que o meu caso seja solucionado sem custo adicional.

06. O que fazer antes de retirar os discos do servidor RAID?

Nós recomendamos que ao retirar os discos do servidor, seja anotada cuidadosamente a ordem seqüencial dos mesmos. Embora seja perfeitamente possível recuperar dados mesmos em situações onde ocorreu a perda da ordem seqüencial dos discos, a observação deste procedimento irá possibilitar retornar os discos ao servidor na ordem correta (caso necessário) e fará com que o processo de recuperação de dados seja mais rápido.

07. Quais os cuidados a serem observados ao embalar os discos?

Veja todos os detalhes para embalar e enviar os discos em Enviando sua Mídia.

08. É necessário enviar o servidor juntamente com os discos?

Não. Basta enviar somente os discos. Uma empresa especializada em recuperação de dados em sistemas Raid tem toda a estrutura necessária para realizar o serviço, não sendo necessário ter o imenso trabalho de enviar um servidor. Empresas de recuperação de dados que afirmam ter que enviar o servidor juntamente com os discos, na verdade podem ser especializadas em recuperação de dados em discos comuns, mas não são especializadas para recuperação de dados em Sistemas RAID.

09. Como é tratada a questão do sigilo de informações?

Ao requisitar os serviços da Digital Recovery, o contratante fica totalmente resguardado quanto ao sigilo das informações. O nosso trabalho segue um código de ética de privacidade total em relação a todos os dados recuperados. Se necessário, o contratante poderá elaborar ou solicitar um termo de confidencialidade atestando que o mesmo terá sigilo total em relação a todas as informações presentes nos discos. Para sua maior tranqüilidade e segurança veja a nossa lista de clientes, depoimentos de clientes e atestados de capacitação técnica fornecidos por órgãos federais que já foram atendidos com sucesso.

10. Quanto custa o serviço de recuperação de dados em RAID?

Devido os altos níveis de complexidade que podem existir em um Raid, não é possível pré-determinar o valor do serviço sem a realização de uma avaliação detalhada. O objetivo desta avaliação é determinar:

  • Nível de complexidade
  • Possibilidade real de recuperação
  • Tempo para realizar o serviço
  • Valor do serviço

Para fazer uma avaliação, por favor, preencha o seu cadastro e entre em contato. Se o seu caso for de extrema urgência, por favor, veja telefones de urgência que funcionam 24/7.

11. É possível recuperar os dados de um RAID remotamente?

Sim. Em diversas situações é possível recuperar os dados de um Servidor Raid remotamente. Para mais informações sobre este assunto, por favor, consulte o tópico sobre recuperação remota de dados.

12. Meu Servidor Raid parou. Meu caso é Urgente. O que fazer?

As recomendações aqui listadas não são muitas, mas foram elaboradas tendo como base os vários anos de experiência trabalhando com recuperação de dados em sistemas Raid. Antes de realizar qualquer procedimento para tentar recuperar os dados do seu sistema RAID, pondere estas observações:

  • Esteja seguro de que os procedimentos a serem realizados não irão tornar a situação pior do que já se encontra.
    • Na maioria dos casos as tentativas realizadas por técnicos não especializados em sistemas RAID complicam ainda mais o processo de recuperação de dados. Fatalmente, algumas destas tentativas, poderão tornar o processo de recuperação dos dados impossível.
  • Verifique se o Backup está atualizado. Caso não tenha backup, antes de realizar qualquer procedimento, a melhor coisa a fazer é procurar ajuda especializada. Colocamos o nosso suporte a sua inteira disposição: Suporte especializado Digital Recovery.
  • Cuidado com procedimento de Rebuild. Vide as notas abaixo.
  • Nunca execute o comando INITIALIZE. Este comando aparentemente inofensivo (inicializar) irá zerar completamente todos os dados existentes no RAID, tornando assim a recuperação dos dados completamente impossível.

Notas:
Normalmente quando ocorrem problemas com um servidor RAID, pode ter se passado muito tempo em que o servidor foi configurado e raramente se lembra dos detalhes das configurações utilizadas. Se o tipo do sistema é RAID 5 (com discos redundantes) e ocorreu problema em apenas um dos discos, pode-se tentar substituir o disco que está com problemas e realizar um Rebuild (procedimento para reconstrução dos dados do disco danificado). Para isso, entre em contato com o suporte técnico. Porém, antes de realizar o procedimento de Rebuild, é necessário ter absoluta certeza de que o Array não sofreu nenhum tipo de alteração, ou seja, os dados da controladora e a ordem dos discos físicos não foram modificados. Caso contrário haverá sobreposição de dados.

Um sistema Raid 5 com 4 discos pode ter mais de 1000 combinações diferentes de acesso aos dados. Se estas combinações forem modificadas ou perdidas, inevitavelmente ocorrerá a perda dos dados. Se alguma tentativa de reconstruir os dados através do processo de REBUILD for realizada com um arranjo (Array) diferente do original, fatalmente ocorrerá sobreposição de dados. Se isso já ocorreu, recomendamos parar tudo e entrar em contato com nosso suporte. Talvez ainda seja possível recuperar os dados através de algoritmos especialmente escritos para reconstruir as áreas sobrepostas através de dados armazenados nas regiões destinadas a paridade (redundância) do Raid Array.

13. Quais informações são relevantes para a recuperação?

Todas as informações são extremamente importantes. Faça um laudo com todas, literalmente todas as informações do RAID e do problema ocorrido. O laudo deve conter informações do Hardware, detalhes do software, problema ocorrido e as tentativas realizadas para tentar resolver o problema. Veja abaixo alguns exemplos de informações importantes que devem constar no laudo:

  • Servidor: Fabricante, Série e Modelo;
  • Placa Controladora RAID: Fabricante, Série e Modelo;
  • Tipo do RAID: RAID 0, RAID 1, RAID 5, RAID 6 ou outros;
  • Discos Rígidos: Fabricante, modelo e capacidade;
  • Quantidade de discos físicos;
  • Quantidade de volumes lógicos / discos lógicos;
  • Checar se o Sistema Operacional e Dados estavam em Arrays diferentes;
  • Quantidade de Partições em cada volume lógico;
  • Sistema Operacional: Fabricante e Versão;
  • Tamanho aproximado de cada partição;
  • Como ocorreu a perda dos dados;
  • O que foi feito quando o problema foi percebido;
  • Quais os procedimentos realizados para tentar reparar o problema;
  • O que aconteceu ao tentar realizar os procedimentos de reparação;
  • Quantos e quais discos do RAID estão com problema;
  • Localização de todos os dados que precisam ser recuperados;
  • Quais os dados (arquivos, pastas e partição) precisam ser recuperados;
  • Qual o volume aproximado dos dados;
  • etc;

14. Em caso de impossibilidade de recuperação haverá cobrança?

No modo prioridade (12/5 – 12 horas por dia e 5 dias por semana) não haverá cobranças. Porém no modo de urgência (24/7 – 24 horas por dia 7 dias por semana) sempre haverá cobranças mesmo que os dados não sejam recuperados. Porém a cobrança nunca será a cobrança do valor do serviço e sim das horas trabalhadas. . De outra forma qualquer despesa que ocorrer durante o processo o cliente será avisado com antecedência para a sua devida autorização.

15. Quais os tipos mais comuns de Sistemas RAID?

Os tipos de sistemas RAID ARRAY mais comuns são:

  • RAID 0
  • RAID 1
  • RAID 5
  • RAID 6
  • SAN
  • NAS
  • JBOD
  • Sistemas RAID Combinados

RAID 0

Um sistema RAID 0 se baseia na distribuição sincronizada da informação entre diversos discos. Ou seja, os dados serão gravados e lidos de todos os discos ao mesmo tempo. Quando for gravado um arquivo qualquer nestes discos, o mesmo será “fatiado” em diversos blocos e cada bloco será enviado para os discos em uma seqüência predeterminada pela controladora RAID. Isso torna o sistema incrivelmente mais rápido, pois ao invés de um disco para armazenar um determinado arquivo, haverá vários discos para receber o mesmo arquivo. Porém a perda de um dos discos causará a perda de todos os arquivos existentes no HD, pois no RAID 0 não existe qualquer tipo de redundância.

RAID 1

Um sistema RAID 1 é baseado no espelhamento de um disco em outro disco. Ou seja, qualquer informação que for armazenada no disco 1 também será armazenada no disco 2. De forma que se um dos discos der qualquer tipo de problema a informação estará totalmente resguardada no outro disco. Apesar de ser extremamente seguro, pois faz uma duplicação de todas as informações, a performance deste sistema não terá nenhuma diferença em relação a performance de um disco individual.

RAID 5

Um sistema RAID 5 é a junção dos dois tipos de RAID anteriores (RAID 0 e RAID 1). Seria a junção da Segurança (RAID 1) e da Performance (RAID 0) em um único sistema RAID. Para isso, quando um RAID 5 é criado, o sistema irá utilizar o espaço equivalente a um disco inteiro para armazenar a paridade, que é a informação redundante. Através de um complexo sistema de numeração pesquisadores da universidade Berkeley-Califónia-EUA criaram mecanismos para obter performance e segurança ao mesmo tempo. Utilizando complexas fórmulas matemáticas, foram criados algoritmos para comprimir os dados independente do seu conteúdo, gerando assim a paridade. A paridade não é nada mais que uma compactação sob medida para armazenar a informação de vários discos ou blocos em um único disco ou bloco. Nos sistemas anteriores (RAID 2, RAID 3 e RAID 4) a paridade era armazenada em um único disco. O RAID 5 é a evolução e aperfeiçoamento de todos os sistemas RAID anteriores. No sistema RAID 5 a paridade é armazenada de forma alternada em todos os discos. Se qualquer dos discos contidos no sistema estragar ou der qualquer tipo de pane, o mesmo poderá ser reconstruído através do processo de reconstrução. A controladora irá detectar qualquer falha nos discos e avisará para o disco ser trocado. Quando o disco for trocado automaticamente será iniciado o processo de reconstrução das informações do mesmo. No processo de reconstrução serão utilizadas as informações contidas na paridade. Durante o processo de reconstrução, a performance do sistema irá diminuir, mas o sistema continuará funcionando normalmente sem que o serviço sai do ar, seja desligado ou sequer seja reiniciado.

Veja um exemplo para entender melhor como isso funciona: Em um sistema RAID 5 com 4 discos, as informações do primeiro bloco dos discos 1, 2 e 3 serão armazenadas no primeiro bloco do disco 4. No segundo bloco, as informações dos discos 2, 3 e 4 serão armazenadas no disco 1. No terceiro bloco, as informações dos discos 3, 4 e 1 serão armazenadas no disco 2, no quarto bloco, as informações dos discos 4, 1 e 2 serão armazenadas no disco 3. No quinto bloco todo o ciclo começa novamente. Desta forma a paridade será armazenada em todos os discos ao mesmo tempo. Se um dos discos estragar, as informações deste disco que estiver contida nas paridades gravadas nos outros discos, poderão ser utilizadas para fazer a reconstrução do mesmo.
Nota: Ao criar um sistema RAID 5, o espaço disponível será a soma da quantidade de discos menos 1. Pois o sistema utilizará o espaço de um disco para armazenar a paridade.

RAID 6

O sistema RAID 6 é uma evolução do sistema RAID 5. A principal diferença é que ao invés de utilizar apenas um disco para redundância, são utilizados 2 discos. Ou seja, neste sistema mesmo que 2 discos se estraguem fisicamente ao mesmo tempo, o sistema ainda irá continuar funcionando. Porém o espaço disponível será o total de discos menos 2. Este sistema é utilizado em situações de segurança extrema. O sistema RAID 5 permite que apenas um disco se estrague. Se dois discos se estragarem ao mesmo tempo ou um segundo disco se estragar antes de terminar o processo de Rebuild, o sistema irá parar. O sistema RAID 6 permite a mesma performance do Sistema RAID 5, porém ainda com maior segurança.

16. Porque um sistema RAID?

A resposta a esta pergunta se resume em 2 palavras: Segurança e Performance. Através do Sistema RAID a leitura e escrita de dados em discos pode se tornar extremamente mais rápida, sem desprezar a segurança, pois dependendo do tipo do Raid utilizado é possível que um servidor continue funcionando normalmente mesmo após 2 (de um total de 5 discos) se estragarem por uma descarga elétrica ou qualquer outro tipo de problema. Raid são largamente utilizados em servidores de banco de dados de missão crítica que não podem sofrer qualquer tipo de interrupção. Por exemplo, provedores de internet, bancos, redes de atendimento 24 horas etc.

17. RAID por Hardware versus RAID por Software

Os vários tipos de RAID, em sua maioria podem ser configurados de 2 formas:

  • Hardware
  • Sofware

A configuração por hardware requer uma placa controladora específica que se encarregará da execução de todos os cálculos necessários ao sistema de armazenamento (Leitura e Escrita) de dados. Ou seja, toda a parte de cálculos para construção da paridade, Rebuild (reconstrução) de discos perdidos, será inteiramente por conta da controladora RAID.
A configuração por software não requer uma placa específica, porém o sistema operacional deverá ter todos os recursos para assumir o papel da placa controladora RAID. Desta forma os complexos cálculos para criação da paridade e Rebuild serão transferidos para o processador do computador.

Sendo assim, quais as diferenças, vantagens e desvantagens de um sistema RAID por software ou por hardware?

Vantagens de um sistema RAID por Hardware

  • Confiabilidade
  • Performance
  • Manutenção
  • Segurança

Desvantagens de um sistema RAID por Hardware

  • Preço de uma controladora dedicada